Comunicado sobre o nosso funcionamento durante a pandemia do coronavírus: Saiba mais

Dureza da água: o que é e como ela influencia na qualidade

dureza da água

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Ao medir a quantidade de sais minerais presentes na água, medimos um parâmetro chamado Sólidos Totais Dissolvidos (TDS – Total Dissolved Solids). Alguns desses sais, como o cálcio (Ca) e magnésio (Mg), por sua etiologia, compõem o chamado teor de Dureza da água. Em outras palavras, água dura é aquela com alta concentração de sais de cálcio e magnésio, que causam uma série de inconvenientes. Milhares de pessoas, de diferentes regiões do Brasil, enfrentam esse problema diariamente.

Pode parecer que não, mas a maior parte das reservas de água doce existentes no planeta é considerada imprópria para beber. Uma boa porcentagem não pode mesmo servir a outros tipos de consumo residencial, como tomar banho ou lavar roupas.

A água que recebemos em nossa casa precisa ser tratada por empresas concessionárias ou sistemas próprios. Pelo menos em tese, deveria sair das nossas torneiras quando já tivesse sido tratada e se tornado potável.

Na prática, no entanto, ela pode vir com alto teor de alguns minerais e outras substâncias, o que complica a sua utilização, gerando transtornos no dia a dia. Em relação ao teor de dureza, por exemplo, embora a Portaria 2.914 do Ministério da Saúde sobre Potabilidade da Água admita um valor altíssimo de dureza (até 500 mg/L de CaCO3), valores acima de 50 mg/L já podem causar uma série de inconvenientes, como incrustação e corrosão.

No artigo de hoje, vamos discutir esse assunto e te mostrar a importância de compreender a qualidade e dureza da água que sai da sua torneira:

Afinal, o que é dureza da água?

Tecnicamente falando, a dureza de uma água se refere à quantidade de bicarbonatos, carbonatos, sulfatos ou cloretos de cálcio e magnésio dissolvidos nela. Ou seja, quanto maior a quantidade desses sais dissolvidos na água, mais dura ela é considerada.

Águas duras são muito comumente distribuídas nas torneiras dos mineiros, como nas cidades do vetor norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Vespasiano, Lagoa Santa, Confins, São José da Lapa, Pedro Leopoldo, Matozinhos, Sete Lagoas, dentre outras).

Embora nem todos os moradores dessas regiões tenham essa preocupação, é muito recomendável que um tratamento complementar seja feito na residência. Isso ajuda a evitar os transtornos causados pela dureza da água.

Quais os problemas causados pela água dura

Alguns contratempos e complicações que os usuários de água dura enfrentam rotineiramente:

  • Manchas em roupas, vasilhas, outros acessórios e utensílios lavados com água da torneira não tratada;
  • Excesso de ressecamento da pele e dos cabelos, ocasionados pelo banho com água calcária;
  • Entupimento de canos, chuveiros, torneiras e conexões hidráulicas causado pela precipitação dos sais de cálcio e magnésio, principalmente em águas quentes;
  • Corrosão acelerada de componentes elétricos.

Por onde a água dura passa, menor se torna a vida útil de equipamentos, canos e aparelhos. Seus resíduos se solidificam e acabam por desgastá-los.

Mas nem tudo são más notícias. As pessoas que hoje sofrem com esses problemas podem tomar algumas precauções gastando relativamente pouco.

Como contornar esses problemas

Provavelmente, você já compreendeu que lidar com a água dura acabou ficando por conta do próprio usuário.

Existem algumas soluções para purificar a água de torneiras, chuveiros ou dispositivos que atuam bem antes, purificando a água nos pontos de entrada dos abastecimentos residenciais.

Ao procedimento de remover o teor de dureza da água, por meio da retirada dos íons de cálcio e magnésio, dá-se o nome de abrandamento. Uma pessoa, ao investir na instalação de um abrandador residencial, além de ganhar em qualidade de vida, rapidamente recupera o recurso investido em função das grandes economias geradas.

Por exemplo, a instalação de um abrandador residencial evita o desgaste de canos, chuveiros, torneiras e conexões.

Além disso, ele gera economia com cosméticos e aumenta a durabilidade das roupas, principalmente as brancas. Elas não ficam mais sujeitas às manchas amarelas quando são lavadas.

Isso sem falar na confiança em relação à qualidade da água que passa a ser consumida por sua família.

Compreender e saber evitar a dureza da água é o primeiro passo para a economia, durabilidade dos aparelhos, melhor saúde e qualidade de vida.

Esperamos que este artigo tenha te ajudado a dar o primeiro passo para melhorar a qualidade e pureza da água que sai das suas torneiras!

E, se quiser saber mais sobre o assunto, clique aqui em cima, à direita, e baixe o nosso ebook “10 problemas relacionados com o excesso de calcário na água”.

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Mais conteúdos para explorar